Núcleo dos Cirurgiões Pediatricos da Bahia

Imagem

Boa tarde Paciente / familiar. É um prazer recebê-lo em nosso site

Patologias

CLIQUE NAS ÁREAS MARCADAS ABAIXO [+] E SAIBA MAIS SOBRE CADA SEÇÃO.

cabeça e pescoço
tórax
abdomen
membros superiores
pelvis e aparelho gênito urinário
membros inferiores

Apendicite Aguda

Por Leila Conçalves
Apendicite supurada

Localização habitual do apêndice

Cirurgia videolaparoscópica

Cirurgia aberta

Apendicite supurada

Apendice Cecal - Inflamado


DEFINIÇÃO

Processo inflamatório supurativo do apêndice, causado por obstrução. É a causa mais frequente de abdome agudo inflamatório na criança. Gravidade variável a depender do tempo de evolução da doença, grau de comprometimento do apêndice, variando desde uma inflamação, até ruptura do apêndice, com contaminação da cavidade abdominal por material fecal e secreção purulenta, podendo levar a um quadro de infecção generalizada (sepse).

APRESENTAÇÃO

Quadro de dor abdominal, inicialmente mal definida em região epigástrica (estômago) ou periumbilical que, com a evolução, localiza-se em fossa ilíaca direita (no pé da barriga, do lado direito), além de náuseas e vômitos. A febre é variável, sendo usualmente baixa (38°C a 38.5 °C) no início do processo.

COMPLICAÇÕES

Abscesso apendicular, ruptura com gangrena do apêndice, peritonite, infecção generalizada (sepse), podendo ocorrer óbito nos casos avançados.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico é eminentemente clínico, ou seja, história da doença e exame físico. Nos casos de dúvida, podemos utilizar a ultrassonografia ou tomografia computadorizada, como exames complementares no esclarecimento diagnóstico.

TRATAMENTO

Cirúrgico, com retirada do apêndice inflamado, em caráter de urgência. Pode ser necessário suporte em unidade de tratamento intensivo (UTI), nos casos de maior gravidade. Além do tratamento cirúrgico, o uso de antibiótico é mandatório quando a infecção estiver presente.

COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIA

Infecção da parede abdominal, infecção dentro da cavidade abdominal, com abscessos intra-abdominais, quadro de obstrução intestinal (brida e aderências), fístula do intestino (ceco), abertura dos pontos de sutura, hérnia incisional (na ferida cirúrgica).

Atenção: o índice de complicação está diretamente relacionado com a gravidade do processo inflamatório do apêndice.

LOCAIS PARA TRATAMENTO NA REDE PÚBLICA (SUS):

1. Hospital Roberto Santos

2. Hospital Geral Ernesto Simões

3. Hospital Santo Antônio

4. Hospital Martagão Gesteira

LOCAIS PARA TRATAMENTO NA REDE PRIVADA (CONVÊNIO - PARTICULAR)

1. Hospital Aliança

2. Hospital Jorge Valente

3. Hospital São Rafael

4. Hospital Tereza de Lisiuex – Hapvida

 

"Para mais informações procure o seu Cirurgião Pediatra"

"Em nenhuma circunstância as informações aqui publicadas substituem a consulta com o seu médico"

NÚCLEO DE CIRURGIÕES PEDIÁTRICOS DA BAHIA
Rua Altino Sebeto de Barro, 173 - Sala 1202, Edf. Atlantis Multi Empresarial - Bairro Itaigara - CEP 41870-570 - Tel.: (71) 3506-5684. Acesso Restrito Administração. Desenvolvido por RanderNet